Mudamos de instalações. Por favor, actualize os seus contactos. Obrigado.

Constelações Familiares

const-familiares2

O reconhecimento das crenças limitativas.

“Eu mereço o melhor, e eu aceito o melhor, agora!”

Quantas crenças limitativas nos são transmitidas de geração em geração, impedindo a abundância e a prosperidade em nossas vidas?

Se não aceitarmos ideia de que “merecemos” prosperar, então, mesmo que a prosperidade nos caia no colo, recusá-la-emos de uma maneira ou de outra. Existe no Universo uma provisão inesgotável, desta vez, os trabalhos serão direcionados à tomada de consciência disso; a única coisa que nos limita é acreditar na penúria e na limitação. Qual é a crença que o limita? Vamos todos nos re-conectar com o fluxo abundante de prosperidade que o universo tem para nos oferecer, com a fonte de abundância existente dentro de nós.

O reconhecimento das ordens do amor.

Cada um de nós faz parte da sua família. A família funciona como um sistema colectivo que pode promover o crescimento ou dificultar o crescimento dos seus membros individuais.

Apenas funciona harmoniosamente quando a cada membro da família é atribuído o seu devido lugar. Harmonia perfeita existe quando cada membro da família reconhece, honra, aprecia e vive perante o facto de ser uma parte de uma unidade maior.

Bert Hellinger, um psicoterapeuta alemão, nascido em 1925, estudou filosofia, teologia e pedagogia. O seu trabalho junto às famílias, influenciou na concepção das Constelações. Neste método são incluídas experiências, técnicas e formas de procedimento de outras abordagens e escolas de psicoterapia, por exemplo, a hipnose, a terapia comportamental, a terapia gestalt o psicodrama.

O fundador deste sistema descobriu que a família é regida por uma ordem específica, independentemente da sua localização global e por três princípios básicos:

  • Vinculador que estabelece a pertença ao grupo
  • O equilíbrio nas trocas, entre o dar e o receber
  • A hierarquia dentro do grupo

Segundo Hellinger, quando nós infringimos estas regras, frequentemente por amor, os efeitos são desastrosos, sejam para nós, ou para os nossos descendentes. Estes princípios foram denominados pelo autor de “ordens do amor”. Devido ao facto de os membros da família atuarem através do amor profundo entre descendentes e ancestrais.

Suas percepções abriram também as portas o encontro de soluções entre tais desordens, através de um amor mais amplo, consciente, que ultrapassa os limites restritos da consciência pessoal. E que busca restaurar a harmonia dentro do grupo familiar. Expandindo a consciência para a compreensão de determinados comportamentos dos membros familiares, visto que, segundo Hellinger, a maioria dos problemas pessoais como problemas de relacionamentos e interpessoais, acontecem, quando inconscientemente tomamos como nosso o destinos de outros membros que podem até ter vivido num passado distante, que foram excluídos, esquecidos ou mesmo nunca reconhecidos, por amor, adotamos os seus destinos ou criamos sentimentos restritivos em nossas vidas visando diminuir a culpa.

Sendo assim, a cura consiste em tomar consciência do papel que estamos a exercer no seio familiar e tomarmos finalmente o nosso próprio deestino, compreendendo como a nossa história está sendo influenciada por padrões ancestrais repetitivos.

Harmonia perfeita existe quando cada membro da família reconhece, honra, aprecia e vive perante o facto de ser uma parte de uma unidade maior.

Quem solicitar a sua própria constelação, partilha ao grupo o tema que quer trabalhar sem entrar em detalhes da sua vida privada. Apenas com uma pequena frase ou mesmo com uma única palavra diz o que quer trabalhar.

Com este método a origem da desordem é desvendada. De um modo admirável e surpreendente, a verdadeira história manifesta-se e expressa-se, vendo-se clara pela primeira vez. O terapeuta vai guiando as pessoas até uma constelação final onde cada elemento da família assume a responsabilidade que lhe corresponde. Esta terapia não exige a presença de todos os membros da família, apenas de um elemento.

 

 

Etiquetas:

Os comentários estão fechados.

volta para cima

INDEVISO


Barcelos – PORTUGAL

© 2019 centrosextosentido.com — Todos os direitos reservados


Instituto Joelma Duarte, Unipessoal Lda.