Mudamos de instalações. Por favor, actualize os seus contactos. Obrigado.

Haloterapia

DSCF7014

Marcação / Dúvidas 

Como é uma sessão


Não é necessário tomar nada, nem tirar a roupa, nem preparar-se de uma forma especial. A haloterapia ocorre numa salas revestidas totalmente por blocos de sal. As sessões realizam em grupos, pelo que poderá faze-las com amigos, familiares, e mesmo com crianças. Durante a sessão é emitida música tranquilizadora e a iluminação suaviza-se para favorecer ainda mais o relaxamento e fazer com que o paciente aproveite a experiência e alcance um estado de máxima recuperação física.
A atmosfera enriquece-se com partículas de sal graças a geradores salinos que as difundem, recheando o microclima das minas de sal natural, ao mesmo tempo que controlam os níveis de partículas em suspensão. As sessões costumam durar uma hora e é aconselhável realizar pelo menos 10 para obter resultados ótimos, embora os benefícios se façam sentir desde a primeira sessão. 

Benefícios da terapia


Uma sessão de haloterapia supõe uma serie de melhoras físicas, entre as quais se destacam:
Os pulmões ficam mais descongestionados e livres, aumenta a resistência em relação aos vírus e bactérias que podem provocar infeções como constipações e gripes.
Eliminam-se partículas, resíduos e substâncias alérgicas, melhorando muito a qualidade de vida das pessoas com asma, rinite,sinusite,bronquite.
As vias respiratórias ficam descongestionadas do excesso de mucosidade, o que leva a um melhor funcionamento dos pulmões e uma desinflamação dos tecidos.

Porque funciona


Os benefícios da haloterapia devem-se ao facto de o sal atuar nos brônquios como um limpador e um anti-inflamatório graças a quatro ações que se produzem sinergicamente.

  1. Os minerais do sal fazem com que as células imunitárias produzam maior quantidade e anticorpos ao nível dos brônquios, e estas moléculas encarregam-se de detetar e identificar vírus e bactérias, unindo-se aos mesmos para que possam ser reconhecidos – eliminados.
  2. O sal estimula a chegada aos brônquios de um maior número de macrófagos, células que atuam fagocitando partículas, vírus, bactérias e outros elementos estranhos ao organismo, comportando-se como recolectores de impurezas que ajudam a manter os brônquios limpos de agentes estranhos.
  3. Uma maior quantidade de sal a nível bronquial favorece a biocenose da zona, ou seja, o tipo de flora bacteriana que pode viver nos brônquios, entorpecendo a reprodução de bactérias patogénicas.
  4. A maior salinidade a nível respiratório estimula a células da mucosa respiratória e ativa a mobilidade dos seus cílios, estruturas alargadas, semelhantes a dedos microscópicos, que recobrem a superfície destas células e que se movem para varrer os resíduos, partículas e mucosidade até ao exterior, contribuindo para manter as vias respiratórias limpas.

Em que é que nos pode ajudar a haloterapia

Melhora a qualidade de vida das pessoas com asma, bronquite crónica, pneumonia, doenças brônquicas de tipos distintos, sinusite, faringite, febre dos fenos, alergias respiratórias, tosse fumador,adenoides, rinites, dermatite, psoríase, acne, infeções da pele, stress, ansiedade, depressão.
E em alguns casos de sensibilidade química múltipla com sintomatologia moderada. Também beneficia quem queira alcançar um relaxamento máximo, potenciar a regeneração do organismo e melhorar o aspeto e a saúde da pele.

Efeitos cosméticos


A haloterapia também tem efeitos positivos sobre a pele, pois as partículas de sal na forma de aerossol penetram na derme e atuam sobre a mesma, estimulando os canais de iões das células epiteliais e facilitando a atividade eletrofisiológica normal da pele. Esta ação revitaliza as células e faz com que possam hidratar-se e nutrir-se com mais facilidade. Paralelamente, o sal em aerossol atua reequilibrando a flora bacteriana e impedindo que cresça em excesso. Graças a estas duas ações, a pele desinflama-se e algumas infeções, como eczemas, psoríase ou acne, experimentam uma melhoria e a derme adquire um aspeto revitalizado e mais saudável.

Melhora o seu rendimento físico

Por seu lado na prática desportiva, sobretudo se é de resistência, a haloterapia também pode ser uma boa ajuda. Ter uma boa oxigenação é essencial, já que deste modo os músculos trabalham melhor e podem desenvolver mais potência durante mais tempo, atrasando o aparecimento da sensação de fadiga. Além disso quanto melhor for a oxigenação dos tecidos, menor quantidade de ácido láctico se produz aquando o esforço, o que supõe que haja menos dores musculares, uma diminuição do tempo de recuperação e que se produz menos cãimbras. Se tivermos em conta que a haloterapia liberta as vias respiratórias, favorecendo a respiração e a oxigenação dos tecidos, percebemos porque é se trata de um bom recurso para os desportistas que pretendem melhorar o seu rendimento físico.

As múltiplas propriedades do sal

O sal comum é um é um elemento com conhecidas propriedades antisséticas, que se utiliza há milénios para evitar o crescimento microbiano. O cloro e o sódio que o formam influenciam o equilíbrio ácido basa do organismo, e a capacidade e osmose de água e a ativação de algumas funções celulares. Em forma de aerossol, os minerais que compõem o sal podem ionizar-se negativamente e melhorar a qualidade do ar. Em relação às suas propriedades químicas, o sal utilizado na haloterapia, além de cloreto sódico, contém outros elementos saudáveis como:
Iodo: essencial para o correto funcionamento da tireoide.
Cálcio: reforça os ossos, ajuda ao correto funcionamento do sistema endócrino, imunitário, etc.
Magnésio: influencia o sistema cardiovascular e o metabolismo energético.
Potássio: contribui para o equilíbrio hídrico entre o interior e o exterior das células e ajuda a cuidar da saúde da pele.
Selénio: é antioxidante e protege da ação dos radicais livres atrasando o processo de envelhecimento.


 

 

 

Os comentários estão fechados.

volta para cima

INDEVISO


Barcelos – PORTUGAL

© 2019 centrosextosentido.com — Todos os direitos reservados


Instituto Joelma Duarte, Unipessoal Lda.